5 de fevereiro de 2014

Projecto 03: Bambus






O que são:
Bambus é o nome que demos ao instrumento que consiste simplesmente em canas de bambu de diferentes tamanhos. O bambu é um material relativamente fácil de obter (muitos jardins públicos têm e faz parte da manutenção do jardim eliminar plantas em excesso ou que começaram a secar) e podem ser criadas diferentes alturas de som de acordo com o tamanho das canas (mais compridas, mais graves). Os bambus podem ser tocados de várias formas e as diferentes alturas de som podem ser organizadas segundo vários critérios, incluindo a afinação que se encontra num piano ou num xilofone convencional, mas parte do interesse deste projecto é precisamente construir sistemas de afinação diferentes e com isso criar música que tem um sabor exótico, à semelhança do que é feito noutros projectos do Super-Sonics. 

Como se fazem:
Materiais e Ferramentas:
Para fazer Bambus precisa de canas de bambu secas, uma fita métrica e uma serra de aço.


Processo de Construção:
O processo de construção é extremamente simples e rápido, a partir do momento em que se tem canas secas. Consiste apenas em cortá-las em segmentos de tamanhos diferentes (quanto maior é a cana, mais grave é o som), deixando uma das extremidades aberta e a outra fechada pelo nó da planta (a parte que separa duas secções abertas contíguas). A forma de o fazer é usando uma serra de aço e isso faz-se em minutos.




Uma só cana produz vários segmentos e o processo de fabricação na globalidade pode ser deveras rápido. Há várias opções relativamente ao tamanho dos segmentos, desde criar uma gama de tamanhos muito grande, que possibilita ouvir “escalas” com muitas “notas”, até uma gama reduzida, fazendo com que haja apenas um número reduzido de “notas”. Importa, no entanto, ter em atenção que a secagem correcta das canas este é um dos aspectos mais determinantes para que o som seja amplo e para que os bambus durem. Idealmente os bambus devem ser colhidos ainda verdes e postos a secar durante semanas ou meses num sítio com uma temperatura amena e pouca luz. As plantas colhidas demasiado secas ou que secaram demasiado depressa estão muitas vezes rachadas e essas não funcionam. Um outro aspecto importante que pode complicar o projecto tem a ver com as notas graves. Idealmente a planta fornecerá segmentos suficientemente longos. Caso isso não seja assim é sempre possível perfurar o nó que separa os dois segmentos e aumentar o tamanho da superfície que vibra, mas esse, sim, é um processo moroso.


Como se tocam:
Os bambus podem ser percutidos contra uma superfície dura, podem ser soprados (como se faz numa flauta de pã), podem ser rolados num chão duro, tocados com baquetas, etc. A forma mais eficaz de se obterem “notas” definidas com um som que resulta da percussão consiste em fazer com que a parte fechada seja ser a parte que sofre o impacto, deixando o resto do tubo vibrar o mais livremente possível (isto é, evitando agarrar com força a cana).



Algumas composições originais:
Rumor das Canas              Taran Tula           Taran Tala           

Protocolo 

Este é um esquema para imprimir e ter ao pé de si quando estiver a fazer os Bambus.

Clique aqui para descarregar instruções de montagem.